Pesquisar este blog

quinta-feira, 8 de maio de 2014

ORAÇÃO DO SOCORRO NA HORA DE AFLIÇÃO

SENHOR JESUS VEM MIM SOCORRE.
Senhor Jesus me ajuda vem senhor mim auxiliar.
Senhor Jesus  lava-me em tuas águas ó senhor.
Senhor Jesus sei que não mereço Senhor por ter cometido falhas ó Deus.
Por isso te peço, Senhor Jesus  perdoa –me perdoa ó Senhor.
Senhor Jesus me perdoa me perdoa senhor.
Senhor Jesus vem mim socorre das aflições do desconsolo do meu coração.
Senhor sabe amado que muitas vezes não realizei aquilo foi certo;
Tive medo senhor foi falho ó Deus por essas e tantas outras Senhor
Peço-te socorro mim socorre.
Jesus amado tenha compaixão de mim.
De minha alma ó Deus de todo amor.
Iluminar os meus caminhos, traz paz na minha vida tenha misericórdia de mim.
O Deus perdoa as minhas falhas ó pai.
Muitas das vezes foi soberbo senhor.
Parei no tempo por não entender;
Peço-te ajuda-me ó Deus.
Em via anjos em minha vida para mim guarda ó senhor Jesus.
Quada minha família.
Senhor Jesus soco rei os mais necessitados ajuda lhes netas horas de aflições.
O Jesus nós trás paz e livramento e ajude Senhor os que estão nesta vida.
Parados nos caminhos, nas estradas ó Deus os ajude senhor.
Ó Deus te peço ó Jesus seja com comigo ó Senhor perdoa-me ó Deus.
Senhor Jesus te agradeço por tudo, Senhor pela família;
Pela casa ó Deus.
As vezes não sei reconhecer os meus erros ó pai te peço perdão senhor.

Ajuda me Jesus a seguir os teus caminhos na minha vida.
1 Senhortu és o nosso refúgio, sempre,
de geração em geração.
2 Antes de nascerem os montes
e de criares a terra e o mundo,
de eternidade a eternidade tu és Deus.
3 Fazes os homens voltarem ao pó,
dizendo: "Retornem ao pó, seres humanos!"
4 De fato, mil anos para ti
são como o dia de ontem que passou,
como as horas da noite.
5 Como uma correnteza, tu arrastas os homens;
são breves como o sono;
são como a relva que brota ao amanhecer;
6 germina e brota pela manhã,
mas, à tarde, murcha e seca.
7 Somos consumidos pela tua ira
e aterrorizados pelo teu furor.
8 Conheces as nossas iniquidades;
não escapam os nossos pecados secretos
à luz da tua presença.
9 Todos os nossos dias passam
debaixo do teu furor;
vão-se como um murmúrio.
10 Os anos de nossa vida chegam a setenta,
ou a oitenta para os que têm mais vigor;
entretanto, são anos difíceis
e cheios de sofrimento,
pois a vida passa depressa,
e nós voamos!
11 Quem conhece o poder da tua ira?
Pois o teu furor é tão grande
como o temor que te é devido.
12 Ensina-nos a contar os nossos dias
para que o nosso coração alcance sabedoria.
13 Volta-te, Senhor! Até quando será assim?
Tem compaixão dos teus servos!
14 Satisfaze-nos pela manhã
com o teu amor leal,
e todos os nossos dias cantaremos felizes.
15 Dá-nos alegria pelo tempo que nos afligiste,
pelos anos em que tanto sofremos.
16 Sejam manifestos os teus feitos
aos teus servos,
e aos filhos deles o teu esplendor!
17 Esteja sobre nós a bondade
do nosso Deus Soberano.
Consolida, para nós,
obra de nossas mãos;
consolida a obra de nossas mãos!

Postar um comentário