Pesquisar este blog

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

COLOSSENSES-4-ÈXODO=13




1 Senhores, deem aos seus escravos o que é justo e direito, sabendo que vocês também têm um Senhor nos céus.

Orando e testemunhando

2 Dediquem-se à oração, estejam alerta e sejam agradecidos.
3 Ao mesmo tempo, orem também por nós, para que Deus abra uma porta para a nossa mensagem, a fim de que possamos proclamar o mistério de Cristo, pelo qual estou preso.
4 Orem para que eu possa manifestá-lo abertamente, como me cumpre fazê-lo.
5 Sejam sábios no procedimento para com os de fora; aproveitem ao máximo todas as oportunidades.
6 O seu falar seja sempre agradável e temperado com sal, para que saibam como responder a cada um.

Saudações

7 Tíquico informará vocês de todas as coisas a meu respeito. Ele é um irmão amado, ministro fiel e cooperador no serviço do Senhor.
8 Eu o envio a vocês precisamente com o propósito de que saibam de tudo o que se passa conosco, e para que ele lhes fortaleça o coração.
9 Ele irá com Onésimo, fiel e amado irmão, que é um de vocês. Eles irão contar tudo o que está acontecendo aqui.
10 Aristarco, meu companheiro de prisão, envia saudações, bem como Marcos, primo de Barnabé. Vocês receberam instruções a respeito de Marcos, e, se ele for visitá-los, recebam-no.
11 Jesus, chamado Justo, também envia saudações. Esses são os únicos da circuncisão que são meus cooperadores em favor do Reino de Deus. Eles têm sido uma fonte de ânimo para mim.
12 Epafras, que é um de vocês e servo de Cristo Jesus, envia saudações. Ele está sempre batalhando por vocês em oração, para que, como pessoas maduras e plenamente convictas, continuem firmes em toda a vontade de Deus.
13 Dele dou testemunho de que se esforça muito por vocês e pelos que estão em Laodiceia e em Hierápolis.
14 Lucas, o médico amado, e Demas enviam saudações.
15 Saúdem os irmãos de Laodiceia, bem como Ninfa e a igreja que se reúne em sua casa.
16 Depois que esta carta for lida entre vocês, façam que também seja lida na igreja dos laodicenses e que vocês igualmente leiam a carta de Laodiceia.
17 Digam a Arquipo: "Cuide em cumprir o ministério que você recebeu no Senhor".
18 Eu, Paulo, escrevo esta saudação de próprio punho. Lembrem-se das minhas algemas. A graça seja com vocês



A consagração dos primogénitos

1 E disse o Senhor a Moisés:
2 "Consagre a mim todos os primogênitos. O primeiro filho israelita me pertence, não somente entre os homens, mas tam­bém entre os animais".
3 Então disse Moisés ao povo: "Come­morem esse dia em que vocês saíram do Egito, da terra da escravidão, porque o Senhor os tirou dali com mão poderosa. Não comam nada fermentado.
4 Neste dia do mês de abibe vocês estão saindo.
5 Quando o Senhor os fizer entrar na terra dos cananeus, dos hititas, dos amorreus, dos heveus e dos jebuseus - terra que ele jurou aos seus antepassados que daria a vocês, terra onde há leite e mel com fartura - vocês deverão cele­brar esta cerimônia neste mesmo mês.
6 Durante sete dias comam pão sem fermento e, no sétimo dia, façam uma festa dedicada ao Senhor.
7 Comam pão sem fermento durante os sete dias; não haja nada fermentado entre vocês, nem fermento algum dentro do seu território.
8 "Nesse dia cada um dirá a seu filho: Assim faço pelo que o Senhor fez por mim quando saí do Egito.
9 Isto lhe será como sinal em sua mão e memorial em sua testa, para que a lei do Senhor esteja em seus lábios, porque o ­Senhor o tirou do Egito com mão poderosa.
10 Cum­pra esta determinação na época certa, de ano em ano.
11 "Depois que o Senhor os fizer entrar na terra dos cananeus e entregá-la a vocês, co­mo jurou a vocês e aos seus antepassados,
12 se­parem para o Senhor o primeiro nascido de todo ventre. Todos os primeiros machos dos seus rebanhos pertencem ao Senhor.
13 Res­gatem com um cordeiro toda primeira cria dos jumentos, mas, se não quiserem resgatá-la, quebrem-lhe o pescoço. Resgatem também todo primogênito entre os seus filhos.
14 "No futuro, quando os seus filhos perguntarem: 'Que significa isto?', digam-lhes: Com mão poderosa o Senhor nos tirou do Egi­to, da terra da escravidão.
15 Quando o faraó resistiu e recusou deixar-nos sair, o Senhor matou todos os primogênitos do Egito, tanto os de homens como os de animais. Por isso sacrificamos ao Senhor os primeiros machos de todo ventre e resgatamos os nossos primogênitos.
16 "Isto será como sinal em sua mão e símbolo em sua testa de que o Senhor nos tirou do Egito com mão poderosa".

A travessia do mar

17 Quando o faraó deixou sair o povo, Deus não o guiou pela rota da terra dos filisteus, embora esse fosse o caminho mais curto, pois disse: "Se eles se defrontarem com a guerra, talvez se arrependam e voltem para o Egito".
18 As­sim, Deus fez o povo dar a volta pelo de­serto, seguindo o caminho que leva ao mar Ver­melho. Os israelitas saíram do Egito preparados para lutar.
19 Moisés levou os ossos de José, porque José havia feito os filhos de Israel prestarem um juramento, quando disse: "Deus certamente virá em auxílio de vocês; levem então os meus ossos daqui".
20 Os israelitas partiram de Sucote e acam­param em Etã, junto ao deserto.
21 Durante o dia o Senhor ia adiante deles, numa coluna de nuvem, para guiá-los no caminho, e de noite, numa coluna de fogo, para iluminá-los, e assim podiam caminhar de dia e de noite.
22 A coluna de nuvem não se afastava do povo de dia; nem a coluna de fogo, de noite.
Postar um comentário