Pesquisar este blog

segunda-feira, 29 de julho de 2013

PROSVÉRBIOS-5-JÓ-5


 

Aviso contra o adultério

1 Meu filho, dê atenção à minha sabedoria, incline os ouvidos para perceber o meu discernimento.
2 Assim você manterá o bom senso, e os seus lábios guardarão o conhecimento.
3 Pois os lábios da mulher imoral destilam mel, sua voz é mais suave que o azeite;
4 mas no final é amarga como fel, afiada como uma espada de dois gumes.
5 Os seus pés descem para a morte; os seus passos conduzem diretamente para a sepultura.
6 Ela nem percebe que anda por caminhos tortuosos e não enxerga a vereda da vida.
7 Agora, então, meu filho, ouça-me; não se desvie das minhas palavras.
8 Fique longe dessa mulher; não se aproxime da porta de sua casa,
9 para que você não entregue aos outros o seu vigor nem a sua vida a algum homem cruel,
10 para que estranhos não se fartem do seu trabalho e outros não se enriqueçam à custa do seu esforço.
11 No final da vida você gemerá, com sua carne e seu corpo desgastados.
12 Você dirá: "Como odiei a disciplina! Como o meu coração rejeitou a repreensão!
13 Não ouvi os meus mestres nem escutei os que me ensinavam.
14 Cheguei à beira da ruína completa, à vista de toda a comunidade".
15 Beba das águas da sua cisterna, das águas que brotam do seu próprio poço.
16 Por que deixar que as suas fontes transbordem pelas ruas, e os seus ribeiros pelas praças?
17 Que elas sejam exclusivamente suas, nunca repartidas com estranhos.
18 Seja bendita a sua fonte! Alegre-se com a esposa da sua juventude.
19 Gazela amorosa, corça graciosa; que os seios de sua esposa sempre o fartem de prazer, e sempre o embriaguem os carinhos dela.
20 Por que, meu filho, ser desencaminhado pela mulher imoral? Por que abraçar o seio de uma leviana?
21 O Senhor vê os caminhos do homem e examina todos os seus passos.
22 As maldades do ímpio o prendem; ele se torna prisioneiro das cordas do seu pecado.
23 Certamente morrerá por falta de disciplina; andará cambaleando por causa da sua insensatez.

 "Clame, se quiser, mas quem o ouvirá? Para qual dos seres celestes você se voltará?
2 O ressentimento mata o insensato, e a inveja destrói o tolo.
3 Eu mesmo já vi um insensato lançar raízes, mas de repente a sua casa foi amaldiçoada.
4 Seus filhos longe estão de desfrutar segurança, maltratados nos tribunais, não há quem os defenda.
5 Os famintos devoram a sua colheita, tirando-a até do meio dos espinhos, e os sedentos sugam a sua riqueza.
6 Pois o sofrimento não brota do pó, e as dificuldades não nascem do chão.
7 No entanto, o homem nasce para as dificuldades tão certamente como as fagulhas voam para cima.
8 "Mas, se fosse comigo, eu apelaria para Deus; apresentaria a ele a minha causa.
9 Ele realiza maravilhas insondáveis, milagres que não se pode contar.
10 Derrama chuva sobre a terra e envia água sobre os campos.
11 Os humildes, ele exalta e traz os que pranteiam a um lugar de segurança.
12 Ele frustra os planos dos astutos, para que fracassem as mãos deles.
13 Apanha os sábios na astúcia deles, e as maquinações dos astutos são malogradas por sua precipitação.
14 As trevas vêm sobre eles em pleno dia; ao meio-dia eles tateiam como se fosse noite.
15 Ele salva o oprimido da espada que trazem na boca; salva-o das garras dos poderosos.
16 Por isso os pobres têm esperança, e a injustiça cala a própria boca.
17 "Como é feliz o homem a quem Deus corrige; portanto, não despreze a disciplina do Todo-poderoso.
18 Pois ele fere, mas trata do ferido; ele machuca, mas suas mãos também curam.
19 De seis desgraças ele o livrará; em sete delas você nada sofrerá.
20 Na fome ele o livrará da morte e na guerra o livrará do golpe da espada.
21 Você será protegido do açoite da língua e não precisará ter medo quando a destruição chegar.
22 Você rirá da destruição e da fome e não precisará temer as feras da terra.
23 Pois fará aliança com as pedras do campo, e os animais selvagens estarão em paz com você.
24 Você saberá que a sua tenda é segura; contará os bens da sua morada e de nada achará falta.
25 Você saberá que os seus filhos serão muitos, e que os seus descendentes serão como a relva da terra.
26 Você irá para a sepultura em pleno vigor, como um feixe recolhido no devido tempo.
27 "Verificamos isso e vimos que é verdade. Portanto, ouça e aplique isso à sua vida".
Postar um comentário