Pesquisar este blog

sábado, 27 de abril de 2013

EFÉSIOS-6-24 -LAMENTAÇÕES DE GEREMIAS-5


Filhos e pais

1 Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo.
2 "Honra teu pai e tua mãe" - este é o primeiro mandamento com promessa -
3 "para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra".
4 Pais, não irritem seus filhos; antes criem-nos segundo a instrução e o conselho do Senhor.

Trabalhadores e patrões

5 Escravos, obedeçam a seus senhores terrenos com respeito e temor, com sinceridade de coração, como a Cristo.
6 Obedeçam-lhes, não apenas para agradá-los quando eles os observam, mas como escravos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus.
7 Sirvam aos seus senhores de boa vontade, como servindo ao Senhor, e não aos homens,
8 porque vocês sabem que o Senhor recompensará cada um pelo bem que praticar, seja escravo, seja livre.
9 Vocês, senhores, tratem seus escravos da mesma forma. Não os ameacem, uma vez que vocês sabem que o Senhor deles e de vocês está nos céus, e ele não faz diferença entre as pessoas.

A armadura de Deus

10 Finalmente, fortaleçam-se no Senhor e no seu forte poder.
11 Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do Diabo,
12 pois a nossa luta não é contra seres humanos, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.
13 Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo.
14 Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça
15 e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz.
16 Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno.
17 Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.
18 Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos.
19 Orem também por mim, para que, quando eu falar, seja-me dada a mensagem a fim de que, destemidamente, torne conhecido o mistério do evangelho,
20 pelo qual sou embaixador preso em correntes. Orem para que, permanecendo nele, eu fale com coragem, como me cumpre fazer.

Saudações finais

21 Tíquico, o irmão amado e fiel servo do Senhor, informará tudo a vocês, para que também saibam qual é a minha situação e o que estou fazendo.
22 Enviei-o a vocês por essa mesma razão, para que saibam como estamos e para que ele os encoraje.
23 Paz seja com os irmãos e amor com fé da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo.
24 A graça seja com todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo com amor incorruptível.
 1 Lembra-te, Senhor, do que tem acontecido conosco; olha e vê a nossa desgraça.
2 Nossa herança foi entregue aos estranhos, nossas casas, aos estrangeiros.
3 Somos órfãos de pai, nossas mães são como viúvas.
4 Temos que comprar a água que bebemos; nossa lenha, só conseguimos pagando.
5 Aqueles que nos perseguem estão bem próximos; estamos exaustos e não temos como descansar.
6 Submetemo-nos ao Egito e à Assíria para conseguir pão.
7 Nossos pais pecaram e já não existem, e nós recebemos o castigo pelos seus pecados.
8 Escravos dominam sobre nós, e não há quem possa livrar-nos das suas mãos.
9 Conseguimos pão arriscando a vida, enfrentando a espada do deserto.
10 Nossa pele está quente como um forno, febril de tanta fome.
11 As mulheres têm sido violentadas em Sião, e as virgens, nas cidades de Judá.
12 Os líderes foram pendurados por suas mãos; aos idosos não se mostra nenhum respeito.
13 Os jovens trabalham nos moinhos; os meninos cambaleiam sob o fardo de lenha.
14 Os líderes já não se reúnem junto às portas da cidade; os jovens cessaram a sua música.
15 Dos nossos corações fugiu a alegria; nossas danças se transformaram em lamentos.
16 A coroa caiu da nossa cabeça. Ai de nós, porque temos pecado!
17 E por esse motivo o nosso coração desfalece, e os nossos olhos perdem o brilho.
18 Tudo porque o monte Sião está deserto, e os chacais perambulam por ele.
19 Tu, Senhor, reinas para sempre; teu trono permanece de geração em geração.
20 Por que motivo então te esquecerias de nós? Por que haverias de desamparar-nos por tanto tempo?
21 Restaura-nos para ti, Senhor, para que voltemos; renova os nossos dias como os de antigamente,
22 a não ser que já nos tenhas rejeitado completamente e a tua ira contra nós não tenha limite!

Postar um comentário