Pesquisar este blog

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

1-SAMUEL-3-NEEMIAS-2


         O menino Samuel ministrava perante o Senhor, sob a direção de Eli; naqueles dias raramente o Senhor falava, e as visões não eram frequentes.
2 Certa noite, Eli, cujos olhos estavam ficando tão fracos que já não conseguia mais enxergar, estava deitado em seu lugar de costume.
3 A lâmpada de Deus ainda não havia se apagado, e Samuel estava deitado no santuário do Senhor, onde se encontrava a arca de Deus.
4 Então o Senhor chamou Samuel.
5 Samuel respondeu: "Estou aqui". E correu até Eli e disse: "Estou aqui; o senhor me chamou?" Eli, porém, disse: "Não o chamei; volte e deite-se". Então, ele foi e se deitou.
6 De novo o Senhor chamou: "Samuel!" E Samuel se levantou e foi até Eli e disse: "Estou aqui; o senhor me chamou?" Disse Eli: "Meu filho, não o chamei; volte e deite-se".
7 Ora, Samuel ainda não conhecia o Senhor. A palavra do Senhor ainda não lhe havia sido revelada.
8 O Senhor chamou Samuel pela terceira vez. Ele se levantou, foi até Eli e disse: "Estou aqui; o senhor me chamou?" Eli percebeu que o Senhor estava chamando o menino
9 e lhe disse: "Vá e deite-se; se ele chamá-lo, diga: 'Fala, Senhor, pois o teu servo está ouvindo' ". Então Samuel foi deitar-se.
10 O Senhor voltou a chamá-lo como nas outras vezes: "Samuel, Samuel!" Samuel disse: "Fala, pois o teu servo está ouvindo".
11 E o Senhor disse a Samuel: "Vou realizar em Israel algo que fará tinir os ouvidos de todos os que ficarem sabendo.
12 Nessa ocasião executarei contra Eli tudo o que falei contra sua família, do começo ao fim.
13 Pois eu lhe disse que julgaria sua família para sempre, por causa do pecado dos seus filhos, do qual ele tinha consciência; seus filhos se fizeram desprezíveis, e ele não os puniu.
14 Por isso jurei à família de Eli: 'Jamais se fará propiciação pela culpa da família de Eli mediante sacrifício ou oferta' ".
15 Samuel ficou deitado até de manhã e então abriu as portas da casa do Senhor. Ele teve medo de contar a visão a Eli,
16 mas este o chamou e disse: "Samuel, meu filho". "Estou aqui", respondeu Samuel.
17 Eli perguntou: "O que o Senhor disse a você? Não esconda de mim. Deus o castigue, e o faça com muita severidade, se você esconder de mim qualquer coisa que ele falou".
18 Então, Samuel lhe contou tudo e nada escondeu. Então Eli disse: "Ele é o Senhor; que faça o que lhe parecer melhor".
19 Enquanto Samuel crescia, o Senhor estava com ele e fazia com que todas as suas palavras se cumprissem.
20 Todo o Israel, desde Dã até Berseba, reconhecia que Samuel estava confirmado como profeta do Senhor.
21 O Senhor continuou aparecendo em Siló, onde havia se revelado a Samuel por meio de sua palavra.

       1 No mês de nisã do vigésimo ano do rei Artaxerxes, na hora de servir-lhe o vinho, levei-o ao rei. Nunca antes eu tinha estado triste na presença dele;
2 por isso o rei me perguntou: "Por que o seu rosto parece tão triste se você não está doente? Essa tristeza só pode ser do coração!" Com muito medo,
3 eu disse ao rei: Que o rei viva para sempre! Como não estaria triste o meu rosto se a cidade em que estão sepultados os meus pais está em ruínas e as suas portas foram destruídas pelo fogo?
4 O rei me disse: "O que você gostaria de pedir?" Então orei ao Deus dos céus
5 e res­pondi ao rei: Se for do agrado do rei e se o seu servo puder contar com a sua benevolência, que ele me deixe ir à cidade onde meus pais estão enterrados, em Judá, para que eu possa reconstruí-la.
6 Então o rei, estando presente a rainha, sentada ao seu lado, perguntou-me: "Quanto tempo levará a viagem? Quando você voltará?" Marquei um prazo com o rei, e ele concordou que eu fosse.
7 A seguir, acrescentei: Se for do agrado do rei, eu poderia levar cartas do rei aos governa­dores do Trans-Eufrates para que me deixem passar até chegar a Judá.
8 E também uma carta para Asafe, guarda da floresta do rei, para que ele me forneça madeira para as portas da cidadela que fica junto ao templo, para os muros da cidade e para a residência que irei ocupar. Visto que a bondosa mão de Deus estava sobre mim, o rei atendeu os meus pedidos.
9 Com isso fui aos governadores do Trans-Eufrates e lhes entreguei as cartas do rei. Acompanhou-me uma escolta de oficiais do exército e de cavaleiros que o rei enviou comigo.
10 Sambalate, o horonita, e Tobias, o oficial amonita, ficaram muito irritados quan­do viram que havia gente interessada no bem dos israelitas.

Neemias inspeciona as muralhas de Jerusalém

11 Cheguei a Jerusalém e, depois de três dias de permanência ali,
12 saí de noite com alguns dos meus amigos. Eu não havia conta­do a ninguém o que o meu Deus havia posto em meu coração que eu fizesse por Jerusalém. Não levava nenhum outro animal além daque­le em que eu estava montado.
13 De noite saí pela porta do Vale na direção da fonte do Dragão e da porta do Esterco, examinando o muro de Jerusalém, que havia sido derrubado e suas portas, que haviam sido destruídas pelo fogo.
14 Fui até a porta da Fonte e do tanque do Rei, mas ali não havia espaço para o meu animal passar;
15 por isso subi o vale, ainda de noite, examinando o muro. Finalmente voltei e tornei a entrar pela porta do Vale.
16 Os oficiais não sabiam aonde eu tinha ido ou o que eu estava fazendo, pois até então eu não tinha dito nada aos judeus, aos sacerdotes, aos nobres, aos oficiais e aos outros que iriam realizar a obra.
17 Então eu lhes disse: Vejam a situação terrível em que estamos: Jerusalém está em ruínas, e suas portas foram destruídas pelo fogo. Venham, vamos recons­truir os muros de Jerusalém, para que não fiquemos mais nesta situação humilhante.
18 Tam­bém lhes contei como Deus tinha sido bondoso comigo e o que o rei me tinha dito. Eles responderam: "Sim, vamos come­çar a reconstrução". E se encheram de coragem para a realização desse bom projeto.
19 Quando, porém, Sambalate, o horonita, Tobias, o oficial amonita, e Gesém, o árabe, souberam disso, zombaram de nós, desprezaram-nos e perguntaram: "O que vocês estão fazendo? Estão se rebelando contra o rei?"
20 Eu lhes respondi: O Deus dos céus fará que sejamos bem-sucedidos. Nós, os seus servos, começaremos a reconstrução, mas, no que lhes diz respeito, vocês não têm parte nem direito legal sobre Jerusalém, e em sua história não há nada de memorável que favo­reça vocês!
ESTAS DUAS PASSAGENS FALA SOBRE COMO DEUS,É COM SEUS FILHOS, DEUS NÃO ESCOLHE DE ACORDO COM O QUE O HOMEM QUER, DEUS ELE DAR UM DOM DE ACORDO AO SEU CORAÇÃO, PARA DEUS ESCOLHER UM MENINO DEUS SABIA, QUE O CORAÇÃO DAQUELE MENINO ERA PURO, AQUELE TEMPO TER UM DOM DE DEUS ERA PARA SÁBIOS SACERDOTES, MAIS DEUS VIU NA QUELE MENINO UM FÉ E ENTREGA DE CORAÇÃO E OBEDIÊNCIA, A VONTADE DO SENHOR ,SAMUEL FEZ A VONTADE DE DEUS, COMO NEEMIAS ELE RECEBEU Á PALAVRA DE DEUS PARA QUE FOSSE, REALIZA UM PROVA QUE PARA MUITOS ERA IMPOSIVEL MAIS COM Á FÉ QUE DEUS ENCONTROU NO CORAÇÃO DE NEEMIAS TUDO QUE O SENHOR DEUS TINHA REVELADO IRIA SE REALIZA ENTÃO LUTAS VEM O SENHOR SABER, QUE TUDO É PARA NÓS DIFÍCIL MAIS SE Á SUA FÉ  FEZ VOCÊ SE ACORDA PARA A VIZÃO DE DEUS, ENTÃO NADA SERA INPOSIVEL PARA VOCÊ.
MAIS POREM O SENHOR DEUS SABER, QUE BUSCA AS COISAS  PARA DEUS, É PRESIZO DE UM ENTREGA, AS VEZES NÓS FICAMOS ENPRESIONADOS COM O HOMEM E ESQUECEMOS QUE SEM DEUS, ELE NÃO É NADA A VIZÃO DE DEUS PARA NÓS É BUSCAI ,ENCOTRA-RÁ SE SEU CORAÇÃO ESTIVER PREPARADO.MUITAS DAS VEZES DEUS NÓS DA FOÇA E CONSEGUIMOS UM BEM, E AI ESTAMOS ÓTIMOS E ESQUECEMOS DE DEUS, AI VOCÊ DIZ MAIS EU SOU MUITO FIEL COMO,O SENHOR ESTA A TI ACORDA SEM DEUS VOCÊ NÃO SERIA NADA, A PALAVRA DIZ FOI DEUS QUE OS DEUS A VIZÃO, O DOM; ELES VENCERAM E DEPOIS DE FAZER A VONTADE DE DEUS ELES SIMPLISMENTE, VOLTARAM Á ESTA A DISPOSIÇÃO DE DEUS ELES NÃO SE VENDERAM POR SABER QUE FOI DEUS QUEM OS DEU FOÇÃ, PARA REALIZA OBRAS, MAIS TEM PESSOAS QUE NÃO ACORDAM ACHA QUE É TUDO DO CHEITO DO HOMEM MAIS NÃO É É VONTADE DE DEUS É MILAGRE DE DEUS TUDO É PROPOSITO DE DEUS AGORA SE VOCÊ FICA PENSANDO QUE DEUS TE DEU O DOM É PARA VOCÊ INCHAR O PEITO, NÃO IRMÃO, É MÉRITO DE DEUS, FOI DEUS A CASA É DE DEUS OS DONS SÃO DE DEUS.
OBRIGADO PAZ DE DEUS.



Postar um comentário